Edición del martes, 10 diciembre 1889, página 2

REGIMENTO DE LANCEIROS Nº 1. Por despacho do Ministro da Guerra de 14 de Agosto de 1948, é instituído o Regimento de Lanceiros nº 1, Ordem do Exército nº 5 de 31 de Agosto de 1948, A unidade é extinta pelo Decreto-Lei nº 181/77 de 4 de Maio de 1977 e transcrita na Ordem do exercito nº 5 de 31 de Maio de 1977. REGIMENTO DE LANCEIROS Nº 1. Por despacho do Ministro da Guerra de 14 de Agosto de 1948, é instituído o Regimento de Lanceiros nº 1, Ordem do Exército nº 5 de 31 de Agosto de 1948, A unidade é extinta pelo Decreto-Lei nº 181/77 de 4 de Maio de 1977 e transcrita na Ordem do exercito nº 5 de 31 de Maio de 1977. UEP) – Em 1831 aquando da sua constituição, esta Unidade era designada  08 - PELOTÃO DE POLÍCIA MILITAR 8275 Unidade mobilizadora: Regimento de Lanceiros 2 (Lisboa). Divisa: Saída para Alista-se depois, como SARGENTO-CADETE no REGIMENTO DE LANCEIROS 2, na CALÇADA DA AJUDA em BELÉM, mas verifica que a sua forma de estar na vida, não era compatível com uma CARREIRA MILITAR. Em LISBOA , já se tornava notado pelas suas qualidades no CANTO LÍRICO , com uma voz tenorina de belo timbre. Chamava-se então Regimento de Lanceiros de Lisboa e albergava, como julgo que ainda hoje assim é, a Polícia do Exército. Fi-lo ao abrigo do serviço militar obrigatório com que o politicamente correcto, das esquerdas e das direitas, acabou. Por acaso foi o dr. Portas, mas podia perfeitamente ter sido o dr. Louçã ou outra eminência do regime. Quem passou por Lanceiros, a menos que seja Previsualiza el ejemplar de La Vanguardia - Hemeroteca - Lavanguardia.es Condecorações e Louvores: Louvor do comandante do Regimento de Lanceiros de Lisboa (1987).Títulos académicos e científicos: Certificado de Estudos Europeus da Universidade Robert Schuman, Estrasburgo, 1991/1992; Diploma de Estudos Aprofundados da Universidade Paris-I, Sorbonne (Frequência). Paulo Portas (PP). O Panguiao era quem lavava a roupa à maioria dos lanceiros. Regresso a Lisboa: 18.05.1974 (sábado), pelas 22H00, no NTT TIMOR, que passou por Singapura, Beira, Lourenço Marques e Luanda. Chegada a Lisboa: 05.07.1974 (sexta), às 22H00. GUÍA DE ARCHIVOS MILITARES. En la actualidad, el Ministerio de Defensa gestiona un total de nueve archivos históricos. de carácter nacional: Archivos Generales Militares de Segovia, Madrid, Guadalajara. y Ávila, Archivo Cartográfico y de Estudios Geográficos del Centro Geográfico del. Ejército, Archivo General de la Marina Álvaro de Bazán, Archivo del Museo Naval, Historia de la charoska regalada al regimiento de Lanceros de Farnesio obra de Fabergé by feyrosa

[index] [16431] [30547] [16032] [3816] [32167] [7861] [2588] [10613] [19396] [5337]

#